Técnico do Santo André é internado com complicações da Covid-19

[ad_1]

Apesar de a CBF e as federações estaduais seguirem afirmando que os protocolos sanitários do futebol contra o novo coronavírus são seguros, novos casos de contaminação vêm sendo registrados a cada dia. Nesta quarta-feira, 24, o Santo André, clube da primeira divisão do Campeonato Paulista, informou que seu treinador, Paulo Roberto Santos, foi internado em um hospital de Sorocaba (SP) com pneumonia viral causada por complicações da Covid-19.

O treinador, que tem 60 anos e, portanto, faz parte do grupo de risco, vem sentindo sintomas da doença desde o último dia 15, e foi internado na última terça-feira 23 após ter febre e sentir falta de ar. Ele está com 50% a 75% dos pulmões comprometidos, fazendo oxigenação e seu quadro é considerado estável pelos médicos.

“Informamos que no momento o paciente encontra-se internado no leito de enfermaria, acordado e orientado, sem febre, em uso de máscara de oxigênio suplementar e com melhora da função e da saturação pulmonar. O quadro clínico é considerado estável”, informou o Santo André.

Recentemente, técnicos brasileiros conhecidos morreram de complicações da Covid-19. O mais recente foi Ubirajara Veiga, com passagens por CSA, CSA e CRB, de 66 anos, na última terça-feira 23. Antes dele, faleceram Marcelo Veiga (56 anos), que por anos dirigiu o Bragantino, Ruy Scarpino (59), que estava no Amazonas FC, e Éder Taques (55), ex-técnico e que presidia o Operário, de Várzea Grande (MT).

Também nesta quarta-feira, 24, o ex-atacante Luis Fabiano, de 40 anos, foi internado em São Paulo para tratar de um quadro de Covid-19. O ídolo de São Paulo e Sevilla, com passagens marcantes pela seleção brasileira, tranquilizou seus fãs. “Realmente estou no hospital nesse momento, mas estou bem e estão cuidando bem de mim. Se Deus quiser logo sairei e avisarei vocês! Cuidem-se!!”

Continua após a publicidade

Assine DAZN | 30 dias grátis para curtir os maiores craques do futebol mundial ao vivo e quando quiser!

Continua após a publicidade



[ad_2]

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *