Flamengo e Fluminense empatam na primeira partida da final do Carioca

[ad_1]

A decisão do Campeonato Carioca segue em aberto. Na noite deste sábado, 15, Flamengo e Fluminense se enfrentaram pelo primeiro jogo da final do estadual, no Maracanã, e a partida terminou empatada por 1 a 1. O atacante Gabigol abriu o placar para o Fla ainda na etapa inicial e Abel Hernández igualou o marcador no segundo tempo para o Flu.

Clique aqui e assine PLACAR com preço especial, a partir de 8,90 reais por mês!

A segunda partida da final será no próximo sábado, 22, às 21h05, no Maracanã. Em caso de novo empate, o campeão do Carioca será definido nos pênaltis.

Depois de um início de primeiro tempo com ampla superioridade, o Flamengo abriu o placar aos 17 minutos, com Gabigol convertendo pênalti. No minuto anteior, Gerson sofreu um pisão de Egídio dentro da área e o juiz marcou falta. Corrigido pelo VAR, o árbitro mudou sua decisão e apontou a penalidade. Na cobrança, o atacante bateu firme e abriu o placar.

Pouco depois, aos 19 minutos, o Fluminense quase empatou. Nenê cobrou falta para a área, a marcação desviou e a bola sobrou para Kayky. O atacante, sozinho, bateu firme, mas pegou mal e a bola saiu pela linha de fundo, próximo da trave.

O Fla respondeu apenas aos 37 minutos. Arrascaeta mandou uma bomba da entrada da área e parou em uma linda defesa do goleiro Marcos Felipe. O Flu ainda teve uma chance com Fred, aos 42 minutos, mas o atacante não conseguiu finalizar após cruzamento de de Calegari.

Por pouco o Flamengo não ampliou aos 4 minutos da etapa final. Isla avançou pela direita e cruzou para Arrascaeta que, na segunda, trave testou firme. Marcos Felipe voltou a brilhar e defendeu com segurança.

Quando o jogo esfriou, o Fluminense, aos 31 minutos, marcou o gol de empate. Depois de rebote, Egídio cruzou para a área, Luiz Henrique escorou de cabeça e Abel Hernández, sozinho, mandou para o fundo da rede.

Por muito pouco o time de Roger Machado não virou aos 34 minutos. Luiz Henrique recebeu no contra-ataque e avançou sozinho, mas, cara a cara com Gabriel Batista, bateu cruzado e mandou para fora. Pouco depois, aos 39 minutos, Egídio cruzou, Caio Paulista cabeceou e a bola saiu tirando tinta da trave.

Continua após a publicidade

[ad_2]

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *