Conmebol define Brasil como nova sede da Copa América

[ad_1]

A Conmebol anunciou na manhã desta segunda-feira, 31, a transferência da Copa América para o Brasil. A decisão ocorreu após a suspensão de governos locais para a realização do torneio na Colômbia e, posteriormente, na Argentina, sedes iniciais da competição. Diante da situação da pandemia de Covid-19, os argentinos optaram por não realização do torneio, que chegou a ter o seu cancelamento cogitado.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

“A Copa América 2021 será jogada no Brasil. As datas de início e final do torneio estão confirmadas. As sedes e a tabela serão informadas pela Conmebol nas próximas horas. O torneio de seleções mais antigo do mundo fará vibrar todo o continente!”, publicou a entidade por meio de suas redes sociais.

Na sequência, a entidade responsável por organizar o torneio faz menção de agradecimento ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “A Conmebol agradece ao presidente Jair Bolsonaro e sua equipe, assim como à Confederação Brasileira de Futebol por abrir as portas do país ao que hoje em dia é o evento esportivo mais seguro do mundo. A América do Sul brilhará no Brasil com todas suas estrelas”, registrou.

A escolha pelo Brasil e a insistência em realização da competição tem promovido uma enxurrada de críticas. O país ocupa a segunda colocação mundial em número de óbitos desde o início da pandemia. Neste domingo, 30, registrou 874 mortes por Covid-19 e outros 43.520 novos casos. No total, são 16.515.120 contaminados e 461.931 vítimas durante a pandemia em todo o território nacional.

O país sediou e foi campeão da última edição, disputada em 2019. As datas de início e término serão mantidos e a final deve ocorrer no Maracanã. Além do Rio de Janeiro, as prováveis sedes serão São Paulo, Brasília, Recife e Natal. O Campeonato Brasileiro não será interrompido.

Antes da definição pelo Brasil, em reunião emergencial, os governos do Equador e da Venezuela enviaram propostas oficiais para a Conmebol para sediarem parte da competição. O Chile foi um dos nomes que também surgiu como hipótese.

Jogadores da seleção brasileira na comemoração do título da última edição, em 2019 –Wagner Meier/Getty Images

O torneio, que será disputado de 11 de junho a 10 de julho, seria inicialmente sediado por Argentina e Colômbia, mas o segundo país pediu o adiamento do evento devido à crise social colombiana, solicitação que foi rejeitada pela Conmebol. Os jogos que seriam disputados em solo colombiano, incluindo a final, foram realocados para estádios argentinos.

O primeiro jogo da seleção brasileira está marcado para o dia 14 de junho, às 20h, contra a Venezuela. No Grupo B também estão Colômbia, Equador e Peru. Antes, fará dois jogos, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, que acontecem nos próximos dias 4 e 8, contra Equador e Paraguai, respectivamente.

UOL Esporte Clube | Assine e acompanhe transmissões de grandes jogos e programas esportivos de onde você estiver.

[ad_2]

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *