Com pandemia no auge, Abel pede responsabilidade social e usa lema: “Todos somos um”

[ad_1]

Após período de folga em Portugal, Abel Ferreira retornou a São Paulo na última quinta-feira. Com o Brasil no auge da pandemia de covid-19, mesmo sem ser questionado sobre o assunto, o treinador aproveitou entrevista à TV Palmeiras para fazer um apelo.

“Esperamos que, mesmo agora, em um contexto difícil, cada um tenha a responsabilidade de ficar em casa, entenda que todos somos um e que precisamos estar unidos. Agora, falo para os brasileiros em geral”, disse Abel, pontuando que não se dirigia apenas aos palmeirenses.

“Precisamos rapidamente ultrapassar esse adversário que nos priva de muitas coisas para que, no futuro próximo, possamos ver os estádios cheios, seja o Allianz ou os dos nossos grandes rivais. Porque, de fato, os torcedores são a alma do futebol e são necessários”, acrescentou.




Mais vídeos em
videos.gazetaesportiva.com

Abel Ferreira iniciou sua trajetória como técnico do Palmeiras no começo de novembro, e, portanto, ainda não teve a chance de disputar partidas com público liberado, já que a final da Copa Libertadores foi apenas para poucos convidados. Epicentro da pandemia, o Brasil já teve mais de 322 mil mortes por covid-19.

“Precisamos ter a responsabilidade social de entender que é uma doença e que só tomando a consciência de ficarmos mais recatados é que vamos conseguir ultrapassar a pandemia. Depois, desfrutar das emoções de um jogo de futebol ao vivo e xingar o treinador e os jogadores, porque também faz parte”, encerrou Abel.

Com o Campeonato Paulista paralisado justamente por conta da pandemia, o Palmeiras se prepara para decidir a Recopa com o Defensa y Justicia em 7 (Buenos Aires) e 14 (Brasília) de abril. No dia 11, também em Brasília, o time comandado por Abel Ferreira ainda encara o Flamengo, pela Supercopa.

Deixe seu comentário

[ad_2]

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *