Campeã da São Silvestre de 1995, Roseli Machado morre de Covid

Campeã da São Silvestre de 1995, Roseli Machado morre de Covid

A ex-atleta paulista Roseli Aparecida Machado, 52 anos, morreu na manhã desta quinta-feira, 8, em Curitiba, em decorrência de complicações da Covid-19. Ela estava intubada havia duas semanas em um hospital da capital paranaense e não resistiu a doença. A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) lamentou a perda da fundista, campeã da São Silvestre de 1995, tradicional corrida de rua de São Paulo, e que também representou o país nos Jogos Olímpicos de 1996, em Atlanta.

“Hoje nosso TBT é para homenagear e nos despedirmos da Roseli Aparecida Machado, que nos deixou nesta quinta-feira (8) em Curitiba”, registrou a entidade, em publicação nas redes sociais seguida por um resumo de sua carreira e do vídeo dos metros finais percorridos na vitória da edição de 1995 da São Silvestre.

Roseli nasceu em Coronel Macedo, no interior paulista, mas foi criada em Santana do Itararé, no Paraná. Começou a trajetória no atletismo aos 14 anos, convidada pelo professor de educação física de sua escola pelo desempenho acima da média nas aulas. Durante a carreira, teve resultados expressivos, principalmente, em provas mais longas, de 5.000 metros.

O ápice aconteceu no meio da década de 1990 ao vencer a São Silvestre (percorrendo os 15 km em 52 minutos e 32 segundos), além de um 22º lugar na Olimpíada no ano seguinte.

Formou-se em Educação Física e especializou-se em fisiologia do esporte, passando a trabalhar como treinadora da modalidade. Mais recentemente, ingressou no ramo da construção e também chegou a tentar a política, concorrendo como vereadora na cidade de Almirante Tamandaré, no Paraná.

Continua após a publicidade




Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code